NIC.br anuncia início da operação do OpenCDN em Salvador

Postado em 18 Jul 2018

Entidade incentiva que mais sistemas autônomos se conectem ao IX.br de Salvador e também façam parte do OpenCDN

Provedores de conteúdo e de acesso à Internet, entre outros participantes do IX.br em Salvador (BA), já podem aderir ao OpenCDN, iniciativa do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) e do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). O OpenCDN cria condições para diminuir a distância entre os conteúdos disponíveis on-line e os usuários locais de Internet e, na prática, representa melhoria na velocidade, no custo e na qualidade do acesso à Internet. Os sistemas autônomos interessados em aderir devem preencher o formulário disponível no endereço: http://opencdn.nic.br/pt/join/.

A Região Metropolitana de Salvador é a primeira localidade a receber o OpenCDN por possuir um número expressivo de redes interligadas e apresentar potencial de crescimento. “A Bahia possui 321 sistemas autônomos sendo que, destes, 134 estão localizados num raio de 80 km do Ponto de Troca de Tráfego do IX.br. Essa proximidade facilita a ligação direta ao Internet Exchange (IX) local, que hoje conta com mais de 50 participantes. Esperamos que mais sistemas autônomos se liguem ao IX de Salvador e que a maioria deles faça também sua adesão ao OpenCDN. É importante incentivar os provedores regionais a se tornarem sistemas autônomos e, assim, participarem do IX”, destaca Antonio M. Moreiras, gerente de Projetos e Desenvolvimento do NIC.br.

A iniciativa não tem fins lucrativos, é aberta e transparente, e terá operação autossustentável. “Haverá um período de gratuidade até o mês de agosto, quando os custos passarão a ser divididos entre os participantes. A expectativa é de que seja um valor muito baixo”, explica Moreiras. A partir da evolução da iniciativa em Salvador, o OpenCDN poderá ser estendido para outros Pontos de Troca de Tráfego do IX.br ainda neste ano.

Por que aderir ao OpenCDN?

O OpenCDN descentraliza a distribuição de conteúdo, promove o desenvolvimento regional da Internet e melhora o custo final para os provedores. Na prática, possibilita que os provedores de conteúdo (CDN - Content Delivery Network) instalem seus servidores de cache para serem acessados pelos participantes do IX.br. Em Salvador estes caches serão alimentados por meio de um enlace para o IX.br de São Paulo, assim como via Internet. Já os provedores de acesso (ISP - Internet Service Provider), entre outros Sistemas Autônomos da região, se beneficiarão com o acesso ao conteúdo fornecido pelas CDNs participantes.

Mais detalhes sobre a iniciativa estão disponíveis no vídeo e sítio do OpenCDN.

Por que conectar-se ao IX.br Salvador?

O IX.br cria e promove a infraestrutura necessária para a interligação local direta entre as redes que compõem a Internet no Brasil. Com pico de tráfego total agregado de 5 Tbit/s, está presente em 31 localidades, entre elas, Salvador (BA). Este é um dos locais do IX.br com grande potencial de crescimento na região Nordeste e, mesmo, no País. Entre as vantagens do Internet Exchange estão a redução na latência (tempo necessário para chegar a um conteúdo na Internet), a melhor organização da infraestrutura de rede da Internet e racionalização dos custos, uma vez que o tráfego é resolvido direta e localmente. Veja como aderir ao IX.br e como provedores regionais podem se tornar Sistemas Autônomos. Mais informações: http://ix.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

FONTE: http://www.nic.br/noticia/releases/nic-br-anuncia-inicio-da-operacao-do-opencdn-em-salvador/

Por Thiago Bomfim em Noticia